Gp Cingapura

gp cingapura

Se algumas provas atrás ele preferia manter a cautela, agora Fernando Alonso está de vez na disputa pelo Mundial de Pilotos da temporada 2010 da Fórmula 1. Com uma prova impecável, o espanhol da Ferrari venceu o Grande Prêmio de Cingapura, neste domingo, de ponta a ponta e assumiu a vice-liderança do campeonato.

Corrida noturna é um dos destaques de Cingapura

Com uma estratégia pouco ousada, Sebastian Vettel, da Red Bull, chegou em segundo. O terceiro foi o líder do Mundial, Mark Webber. O australiano ousou desde o início da corrida, com uma parada logo cedo, se envolveu em uma confusão com Lewis Hamilton e foi premiado com o pódio, depois de ter largado em quinto.

A vitória em Cingapura foi a segunda consecutiva de Fernando Alonso no torneio e deixou o espanhol com 191 pontos conquistado, passando Hamilton na classificação. Agora, ele fica atrás apenas de Webber, que somou 202 pontos com o terceiro lugar.

Dentre os brasileiros, Rubens Barrichello terminou na mesma sexta colocação em que largou, depois de ter perdido algumas posições durante a prova. Felipe Massa, que saiu em último lugar após problemas durante a classificação, fez uma boa prova de recuperação e terminou em oitavo, após punições a Adrian Sutil e Nico Hulkenberg. Lucas di Grassi foi o 15º e Bruno Senna abandonou.

Agora, faltam apenas quatro corridas para o final da temporada 2010 da Fórmula 1. A próxima etapa será no Japão, no circuito de Suzuka, daqui duas semanas.

A Prova

Como de costume, Fernando Alonso fez uma boa largada. Jogando o carro para cima de Vettel, para que não corresse o risco de perder a posição na primeira curva, o espanhol manteve a liderança. Já Barrichello não foi bem, caindo de sexto para oitavo.

Com apenas três voltas, entrou o Safety Car depois de o carro de Vitantonio Liuzzi parar no meio da pista. Então começou a correria dos últimos colocados, que aproveitaram o carro de segurança para fazer a primeira parada.

Quem se aproveitou disso foi Felipe Massa, que havia largado em último e já tinha feito sua parada. Com isso, o brasileiro subiu para o 15º lugar. Do pelotão da frente, que se usou a estratégia da parada cedo foi Mark Webber, que inicialmente perdeu posições, mas ficou à espera do pit stop dos pilotos a sua frente.

O Safety Car deixou a pista após três voltas e então os líderes Fernando Alonso e Sebastian Vettel começaram a desgarrar do pelotão logo atrás deles, liderado pelo terceiro colocado até então, Lewis Hamilton.

Depois de ter conseguido abrir uma boa vantagem para Vettel, Alonso começou a sofrer com o desgaste de seus pneus e viu o alemão se aproximar. Na volta 30, os dois foram juntos para o pit stop. Vantagem para o espanhol, já que seu rival não aproveitou o melhor momento de seu carro para abrir vantagem na pista.

MAIS SOBRE O GP DE CINGAPURA

Em uma pista muita travada e com poucos pontos de ultrapassagem, a emoção voltou apenas com o segundo Safety Car da prova. Na volta 32, Kobayashi não conseguiu fazer uma curva, perdeu o carro e bateu no muro. Bruno Senna acertou o carro parado do japonês e também deixou a prova.

Após quatro voltas com o carro de segurança, os dois primeiros não tiveram problemas, mas Mark Webber e Lewis Hamilton se envolveram em uma confusão. O inglês atacou para fazer a ultrapassagem, mas acabou tocando no australiano e teve de abandonar a prova.

Essa foi a última grande emoção da prova, que é marcada por ser a mais longa da temporada, quase batendo no limite de duas horas. Vettel ainda esboçou uma reação nas últimas voltas, mas Alonso não teve problemas para segurar sua posição e confirmar sua quarta vitória na temporada.

fonte: www.uol.com.br/f1

»

Nenhum Comentário até o momento.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.